Ocon pontua com 8º lugar e Gasly termina em 12º no GP do Canada

by Colaborador

A corrida tinha começado de forma favorável para a escuderia, com Ocon subindo da 6ª para a 5ª posição já no final da primeira volta. Gasly ganhou duas posições, subindo do décimo quinto para o décimo terceiro lugar. Como estava preso no meio do pelotão, ele antecipou a primeira parada no box, mas a atuação do carro de segurança duas voltas depois eliminou qualquer esperança de undercut.

Ocon estava em 4º durante a neutralização da prova, que beneficiou os adversários que adotaram a estratégia de uma única parada, principalmente as Ferraris e a Red Bull de Sergio Perez. A partir de então, os dois pilotos da escuderia mantiveram suas posições respectivas após passarem pelo box – Gasly na 34ª volta e Ocon na 37ª – para colocar pneus duros. Ocon não teve chance de ultrapassar a Williams de Alex Albon, que fez uma audaciosa estratégia de uma única parada, enquanto Gasly ficou por pouco de fora dos pontos, após ter partido para cima de vários adversários até cruzar a bandeira quadriculada.

Corrida

Ocon largou com pneus médios novos e parou na 12ª e na 37ª volta para colocar pneus duros novos. Melhor volta na corrida: 1’16’’782.

Gasly largou com pneus macios novos e parou na 10ª e 34ª volta para colocar pneus duros novos. Melhor volta na corrida: 1’16’’425.

Esteban Ocon — Largada: 6º / Chegada: 8º

“Acho que podemos estar satisfeitos com mais um final de prova nos pontos, mas talvez não tenhamos maximizado nossas oportunidades hoje em Montreal. Nosso carro e nosso ritmo estavam sólidos, mas no final isso não foi suficiente para ultrapassar a Williams do Alex [Albon], que foi mais rápida na reta. Vamos analisar tudo isso na equipe para ver como podemos evoluir e aproveitar as oportunidades durante a prova. Nosso ritmo nas qualificações estava bom e precisamos continuar assim. Foi bacana brigar com o Valtteri [Bottas] e o Lando [Norris] na pista – eu me diverti muito! No geral, temos muito que aprender depois de um fim de semana cheio de desafios e já estou ansioso para estar na Áustria daqui a duas semanas”.

Pierre Gasly — Largada: 15º / Chegada: 12º

“Infelizmente, estamos indo embora com as mãos vazias hoje. Isso mostra mais uma vez a importância da posição na pista e acho que nosso fim de semana foi prejudicado pelo incidente que nos obrigou a abandonar as qualificações já na Q1 no sábado. Tínhamos um ritmo bom hoje, mas não conseguimos demonstrar isso com uma posição melhor no grid, valendo bons pontos. Não nos beneficiamos do timing do primeiro Carro de Segurança, mas apesar de tudo fizemos uma bela corrida em termos de ritmo. No final, dei o máximo que pude, as ultrapassagens estavam difíceis e não conseguimos pontuar. Agora meu foco é a Áustria, onde devemos mostrar firmeza desde o início do fim de semana para acumular pontos tanto no Sprint como na corrida principal”.

Otmar Szafnauer, diretor da equipe

“Este domingo não foi simples, com o Ocon pontuando e o Gasly infelizmente ficando de fora do top 10. Acho que temos várias coisas para aprender desta corrida, pois vimos que as Ferraris do Sergio [Perez] e do Alex [Albon] conseguiram fazer a estratégia de uma única parada, como havíamos programado fazer, mas passamos para duas paradas com nossos dois carros. Provavelmente não foi a estratégia ideal, tendo em vista nosso resultado final. Vamos examinar isso para ver o que podemos fazer daqui pra frente. O Ocon fez um bom trabalho, principalmente no início da corrida, subindo para o 4º lugar e logo atrás dos líderes da prova. Mas a prova foi bem mais complicada para o Gasly, que teve falta de sorte com o timing do primeiro carro de segurança, já que ele tinha parado mais cedo para fugir do pelotão. Assim como na Espanha, isso demonstra mais uma vez a importância das qualificações e de uma boa posição na pista. O fim de semana dele foi comprometido pelo incidente do qual foi vítima no sábado, nas qualificações, fazendo com que ele tivesse que recuperar o atraso durante a corrida. Apesar disso, já acumulamos quatro finais de provas consecutivos pontuando e agora vamos trabalhar nesse melhor ritmo de prova para converter nosso bom desempenho em belos pontos. A próxima etapa será na Áustria, onde teremos um Sprint e deveremos conquistar um resultado melhor nas duas corridas”.

Fonte: Renault do Brasil

You may also like

Produção

PRC RACE & TOW
GRAND PRIX SERVICE CONSULTING

COLABORADORES

A opinião dos colunistas não reflete necessariamente a opinião dos editores e/ou das empresas responsáveis por esse projeto.

Nossos colaboradores participam voluntária e gratuitamente desse projeto.

Email: contato@aovolante.tv.br