Fiat inova mais uma vez com a Nova Strada com câmbio automático

Com o histórico de pioneirismo do modelo não só líder de seu segmento, mas do mercado automotivo brasileiro em 2021, a Fiat inova mais uma vez com a Nova Strada, ícone em versatilidade, qualidade, confiança e robustez, ao completar a oferta da linha 2022 da picape com a inédita transmissão automática CVT.
A opção pelo câmbio automático era um desejo dos consumidores da Nova Strada, que foram conquistados por seu design moderno, tecnologia e espaço interno da cabine dupla de quatro portas, assim como da ampla caçamba da picape.
O câmbio automático CVT é associado ao avançado motor 1.3 Firefly de até 107 cv de potência com sete velocidades simuladas.
A transmissão CVT oferece três modos de condução. No modo automático, a central eletrônica faz leituras constantes da forma como o motorista dirige e a situação do veículo para ajustar sempre a melhor relação de marcha com foco no consumo. Quem prefere estar sempre no comando pode optar pelo modo manual, que permite a troca das sete marchas de maneira sequencial por meio de borboletas no volante ou pela própria alavanca de câmbio. Já o modo Sport é voltado para quem busca uma condução mais divertida e ágil. Nele, a central eletrônica da Strada promove uma série de ajustes para tornar o veículo ainda mais responsivo. O acelerador fica mais sensível, a assistência elétrica da direção é enrijecida e o câmbio CVT adota relações de marcha mais curtas.
A Nova Strada com câmbio automático é oferecida em duas versões: Volcano, que mantém a opção de transmissão manual, e na inédita topo de gama Ranch.

Nova Strada Ranch: ainda mais exclusiva
A Nova Strada Ranch com câmbio automático possui muitos diferenciais exclusivos. Externamente, a carroceria moderna adota novos skid plate cinza, para-barros, retrovisores pintados em preto brilhante, logotipo Ranch ao lado do para-lama, estribos laterais, barras do teto longitudinais cinzas, capota marítima exclusiva com a inscrição “Ranch” gravada na cobertura e rodas de liga-leve de 15” com pneus ATR para uso misto.
O estilo marcante da versão topo de gama é completado pelos faróis de LED afilados com luzes DRL (Daytime Running Light), a imponente grade com o Logo Script da marca no centro com a elegante Fiat Flag à direita e o capô vincado, que sugere força e robustez, itens que também caracterizam a Nova Strada Volcano.
O requinte da versão Ranch continua no interior. O painel recebe uma pintura em dois tons, com elementos marrons, a exemplo da mesma configuração da Nova Toro, ao redor do porta-objetos superior, contrastando com as saídas de ar em preto brilhante.
O mesmo tom é usado na costura do volante de couro, na coifa do câmbio e nos bancos, que também usam revestimento marrom nas laterais e carregam a inscrição Ranch nos encostos. O quadro de instrumentos com tela de LCD customizável faz um Welcome Movement exclusivo sempre que o carro é ligado, e badges Ranch abaixo da central multimídia, tapetes e nas soleiras das portas reforçam o DNA exclusivo da versão.

A picape mais completa do segmento
A Nova Strada com transmissão automática mantém o amplo pacote de equipamentos que conquistou os consumidores desde a chegada de sua segunda geração. O controle de estabilidade com assistente de partida em rampa (Hill Holder) agrega ainda mais segurança e conforto junto do câmbio automático, enquanto o controle de tração avançado E-Locker (TC+) permite ao modelo ir mais longe, fazendo ajustes constantes para garantir o máximo de tração mesmo em pisos escorregadios a até 65 km/h.
A capacidade e robustez da picape podem ser verificadas por sua altura livre do solo entre os eixos (de até 233 mm), ângulos de entrada acima de 23º e saída de obstáculos além de 28º entre os melhores da categoria, além de contar com a suspensão traseira de eixo rígido do tipo ômega.
Os quatro airbags de série da Nova Strada Automática incluem bolsas laterais que protegem simultaneamente o tórax e a cabeça dos ocupantes, agregando proteção adicional em diferentes tipos de colisões. São de série também sensores sonoros e câmera de ré com linhas dinâmicas, que facilitam as manobras, faróis de neblina e sensor monitoramento da pressão dos pneus.
A extensa lista de equipamentos conta ainda com direção com assistência elétrica, computador de bordo, vidros elétricos nas quatro portas, volante multifuncional, retrovisores elétricos e quadro 3,5” de TFT.
A tecnologia também está presente na Nova Strada com câmbio automático. Além do sistema multimídia de 7” – único do segmento a oferecer conectividade com Android Auto e Apple Carplay sem cabos – o modelo passa a oferecer Wireless Charger, para carregamento do smartphone sem fio. Um segundo conector USB permite aos passageiros do banco traseiro carregarem seu aparelho celular, ao mesmo tempo que aproveitam o amplo espaço e o fácil acesso graças às portas traseiras com abertura de 80º. Os assentos traseiros laterais também possuem fixação Isofix para cadeirinhas.
A caçamba tem 844 litros de volume e pode carregar até 600 kg. Leve, a tampa traseira possui um sistema de molas para facilitar sua abertura e fechamento, e pode suportar até 400 kg. Quatro ganchos inferiores e superiores facilitam a fixação dos mais diferentes tipos de carga, e o cliente ainda pode incrementar a caçamba com diferentes acessórios da linha Mopar.
O custo-benefício sempre foi item de série na Strada e continua na nova versão CVT. O óleo do sistema de câmbio é projetado para ter durabilidade for life, ou seja, não há previsão de troca do fluido ao longo de toda a vida útil do veículo. Essa característica única do segmento vai ao encontro da já conhecida robustez e eficiência do motor 1.3 Firefly, que gera 107 cv e 13,7 kgfm com etanol e 98 cv e 13,2 kgfm quando abastecido com gasolina. Trata-se do propulsor mais eficiente e econômico do segmento e com nota A de consumo pelo Inmetro.
O conjunto dá à Nova Strada Automática CVT um custo de propriedade competitivo, com garantia de três anos e assistência de uma ampla rede com 520 concessionários em território nacional.
A Nova Strada Volcano com câmbio automático tem preço público de R$ 111.990 e a versão topo de gama Ranch por R$ 116.990
(fonte: https://www.media.stellantis.com/br-pt/fiat/press/fiat-inova-mais-uma-vez-com-a-nova-strada-com-cambio-automatico-01)

Começa a produção do Novo Citroën C3 em Porto Real

A visita do CEO Carlos Tavares e diretores da Stellantis à planta de Porto Real, no Rio de Janeiro, marcou o início da produção em série do Novo Citroën C3. O novo modelo será o primeiro de uma família de três veículos projetada para os consumidores do Brasil e demais países da América do Sul.
O modelo foi desenvolvido na região e contou com o trabalho de uma equipe multicultural de colaboradores do Brasil, Argentina, França, entre outros países. Com muita versatilidade e personalidade, o Novo C3 chegará em breve aos mercados brasileiro e sul-americano, com atributos muito atraentes, como uma excelente altura livre do solo e uma posição alta para o motorista, além do conforto característico da Citroën e um dos melhores espaços internos do segmento. Sua concepção foi cuidadosamente pensada para oferecer um veículo com muita qualidade, conectividade e, principalmente, um veículo acessível no segmento B-hatch.
Antonio Filosa, presidente da Stellantis na América do Sul, comentou:
“O Novo Citroën C3 é um grande orgulho para as nossas equipes da América do Sul, que tiveram um enorme protagonismo na concepção e no desenvolvimento deste veículo global e o fizeram com maestria. Ele é um dos mais importantes lançamentos dentro da nossa estratégia na região e já contou com o suporte decorrente das sinergias promovidas pela Stellantis, como nossos laboratórios e campos de provas. Tenho certeza de que o Novo C3 vai acelerar o crescimento da Citroën na América do Sul”.
O Novo Citroën C3 inaugura em Porto Real a variante da moderníssima plataforma CMP (Common Modular Platform) e será o primeiro veículo da Stellantis produzido no Brasil a utilizá-la.  A plataforma é reconhecida mundialmente como moderna, modular e de grande flexibilidade, podendo ser usada em veículos dos segmentos B e C.
Vincent Cobée, CEO da Citroën, observou:
“O Novo C3 ilustra perfeitamente a nossa estratégia de internacionalização da Citroën. Estar aqui hoje no Brasil, no início de sua produção em série e ver como esse veículo ficou incrível me deixa enormemente feliz e confiante em tudo que esse carro representa e vai trazer para a nossa marca na América do Sul. Esse é o primeiro veículo da família C-Cubed. Um hatch espetacular, versátil, conectado e com a proposta de conforto inigualável. A combinação da identidade Citroën com a produção local certamente fará do Novo C3 uma opção acessível e muito competitiva para os mercados brasileiro e sul-americano”.
A fábrica de Porto Real (RJ) passou por uma grande transformação industrial e tecnológica para receber a nova plataforma, e contou com investimentos de mais de R$ 220 milhões. Entre as evoluções aplicadas, inclui-se a instalação de novos robôs, além de um inédito processo polivalente e flexível que permitirá a produção do Novo Citroën C3 e ainda favorecerá os atuais modelos fabricados na unidade.
A variante da plataforma CMP será a base do projeto C-Cubed, um conjunto de três novos veículos, que começar a chegar ao mercado com o Novo C3.

A marca Citroën
A Citroën é uma marca de destaque no mercado automobilístico mundial, e desde 1919 construiu sua popularidade e prestígio ao sempre buscar inspiração, principalmente, nas pessoas e em seus estilos de vida. A marca incorpora um espírito enfatizado por seu slogan ’Inspired by you’, em livre tradução ‘Inspirada em você’, e materializado por carros que combinam um design único com conforto reconhecido. Entre os fabricantes generalistas, a Citroën também se distingue pela experiência única que oferece aos seus clientes.
(fonte: https://www.media.stellantis.com/br-pt/citroen/press/comeca-a-producao-do-novo-citroen-c3-em-porto-real)