Stellantis Hordain: a primeira fábrica do mundo a produzir veículos comerciais movidos a hidrogênio, a motores a combustão e elétricos

Stellantis Hordain: a primeira fábrica do mundo a produzir veículos comerciais movidos a hidrogênio, a motores a combustão e elétricos

HORDAIN, FRANÇA – 27 de outubro de 2022 – Durante sua visita às instalações de Hordain, na região norte de Hauts-de-France, o CEO da Stellantis, Carlos Tavares, anunciou a produção em massa a partir de 2023 de veículos comerciais leves Peugeot, Citroën e Opel em versão com propulsão a célula de combustível a hidrogênio.

“Estou muito orgulhoso do trabalho realizado pela gerência e funcionários da Hordain, que tornaram esta planta a primeira no mundo a combinar três tipos de energia, o que foi possibilitado pela flexibilidade do nosso sistema de fabricação. O anúncio de hoje demonstra o compromisso da Stellantis em investir na França nas tecnologias mais recentes e em apoiar a mobilidade de baixo carbono com base no princípio “One Company””, afirmou Tavares. “A Stellantis conseguiu avançar para o próximo passo na história automotiva, em uma transição gerenciada em conjunto com nossos parceiros sociais em nossas 12 unidades industriais em sete regiões francesas, onde estamos orgulhosos de ter estabelecido raízes históricas.”

Como parte de seu plano estratégico Dare Forward 2030, o Grupo revelou sua ambição de vender 5 mil vans de médio porte movidas a hidrogênio por ano até 2024, por meio de um marco de 1 mil veículos por ano a partir do próximo ano.

Esses veículos movidos a hidrogênio serão montados na linha multienergia da planta, que já produz diariamente as versões com motor elétrico e a combustão do “K-Zero”. Utilizando uma plataforma reforçada a partir de uma carroceria avançada, os modelos movidos a hidrogênio seguirão as etapas usuais de pintura e montagem, na mesma linha de produção dos motores a combustão e dos veículos elétricos, antes de entrarem nas novas instalações de 8 mil metros quadrados, onde serão realizados os ajustes finais do veículo.

Cerca de 50 funcionários instalarão o tanque, baterias adicionais e a célula de combustível em uma linha de produção na fábrica de Hordain que reduz pela metade o tempo de ajuste em comparação com o processo anterior de pequena escala, em que a célula de combustível foi montada em uma oficina piloto em Rüsselsheim.

Esta industrialização de veículos comerciais leves movidos a hidrogênio – acompanhada de 10 milhões de euros em investimentos com apoio financeiro do governo francês – é um novo passo para a planta de Hordain, onde 43% dos modelos para as marcas Peugeot, Citroën, Opel, Vauxhall, Fiat e Toyota já estão disponíveis em uma versão elétrica de emissão zero.

Os veículos “K-zero” com célula de combustível destinam-se a profissionais de transporte de longa distância que necessitam de um maior alcance (400 quilômetros), de tempo de abastecimento mais curto possível (3 minutos) e sem comprometer a capacidade de carga (uma tonelada de carga útil).

A Stellantis é o primeiro fabricante do mundo a comercializar este tipo de veículo, desde 2021.

Inaugurada em 1994, a planta de Hordain está no centro da estratégia industrial da divisão de veículos comerciais Stellantis. Este site de referência monta veículos comerciais leves e carros de passeio da família “K-Zero”. A Hordain emprega 2.440 pessoas em três turnos, com produção diária de 628 veículos. Montou 144.650 veículos em 2021 e produziu seu milionésimo “K-Zero” no verão de 2022.

Fonte: Stellantis

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *