Panorama IndyCast Brasil #2

Salve Pessoal,

Excelente final de semana de velocidade onde trago alguns destaques. Albert Park na F1 extremamente lotado, porém com um resultado previsível. Mas a presença de público após dois anos sem eventos mostrou que o automobilismo ainda ferve com força. Do outro lado do mundo, o Acura Long Beach GP, na Califórnia teve a mesma ação de terras australianas, porém com um resultado sem previsibilidade alguma. A pista californiana sempre foi um sucesso de público, celebridades, localização estratégica – TRD – Toyota Racing Development – e American Honda têm suas bases perto do local onde é montado o circuito.

O que estes dois eventos têm em comum? As pistas de rua, quando bem planejadas e facilitadas ao grande público, fornecem a certeza de um grande espetáculo entregue. Muitas pessoas podem ir com condução publica, bicicleta ou mesmo a pé para assistir um final de semana de diversões, velocidade e, após este período pandêmico, um determinado congraçamento. Automobilismo é um negócio esportivo, ou mesmo um esporte envolto a negócios. Isso é inevitável… necessita de sustentabilidade financeira, esportiva e social.

Muitas pistas e eventos atuais poderiam ter esta visão neste final de semana cheio de resultados positivos fora das pistas… Uma excelente divulgação, um mapeamento correto de disposição de público, valores corretos às possibilidades. Muitos eventos estão estacionados… há anos, sem muitos resultados positivos.

A prova disso é a F1 estar com mais dois eventos em solo americano nas ruas… Em Miami e Las Vegas.

Mas eventos como Nashville precisam ser revistos… Existem praças muito interessantes que podem receber provas de rua na América para a IndyCar. Venho falando há tempos sobre a Grande Boston, a volta a Chicago, Orlando…

********

Fala-se outra vez na aquisição do NTT IndyCar Series pela Liberty Media. Isso é muito bom… finalmente aquela visão tacanha e limitada dos executivos do velho mundo em achar um campeonato fraco e um produto carente parece ter ficado para trás com seus executivos aposentados. Felizmente temos uma administração forte pelo Grupo Penske e, como o próprio capitão afirmou… não adianta ter o Indianápolis Motor Speedway e não ter o certame juntos.

A Liberty trouxe outra forma dos europeus verem a América. Talvez o Graham Rahal ainda não percebeu isso…

********

Ainda sobre Long Beach, é um lugar lindíssimo e não tem como não celebrar o Rei daquelas ruas… Al Unser Jr triunfou por 6 vezes ali naquelas bandas, conhecida como a Monte Carlo do oeste. Em diversas mudanças de traçado, o filho do 4 vezes campeão das 500 milhas de Indianápolis sempre teve grande facilidade naquele traçado desafiador e extremamente divertido.

Mesmo após vários anos, este recorde não foi superado.

********

Uma característica na Indy que ainda não ocorreu uma análise com atenção devida ainda rende sobre as 500 milhas de Indianápolis. O grande evento antes da mais tradicional etapa do ano ocorre justamente em Long Beach. Depois… ocorrem apenas eventos “normais”. Há a necessidade termos maiores pontos de atenção e destaque para a segunda parte do campeonato.

********

Para encerrar o Panorama IndyCast desta semana, o Rio de Janeiro voltou a receber uma prova, neste caso da Stock Car Brasil. Sou critico deste campeonato pelo fraco pacote de desenvolvimento e evento como um todo. 2 provas de 30 minutos, trocas de pneu apenas… (Eu disse pneu e não pneus)… Realizar esta corrida num dos mais importantes aeroportos da America Latina mostra o quanto ainda estamos defasados… Ingressos caros, pouca oportunidade de interação com o público corajoso que esteve no evento e um traçado limitado por cones… Bem… estamos muito atrás ainda…

********

Está na hora de revermos certos pilotos e deixar oportunidades para uma nova geração. Não falo sobre a IndyCar com Hélio Castroneves e Scott Dixon ainda mostrando muita lenha para queimar… Explicito mesmo no Brasil… Têm muitos pilotos fazendo hora extra….

Até breve,

Saiba mais: indycastbrasil.com.br