/* ]]> */

Ford Ranger Black – “mito”!

No dicionário, a definição de “mitar ou mitado” é dada como “fazer com que algo deixe de ser considerado humano e passe a representar algo fantástico, heróico, lendário”. No contexto online significa, basicamente, fazer muito sucesso, a ponto de se tornar uma lenda. Para os aficcionados por carros porém, as picapes Ford são a maior definição e sinônimo de Mito!

Em nada menos que nos últimos 100 anos o carro mais vendido nos Estados Unidos não é exatamente um carro, mas uma pick-up, mais especificamente a incrível Ford F-150. Contudo, além da maior queridinha do mercado norte-americano, a Ford possui uma linha de picapes com liderança praticamente inabalada.

Nesse contexto, quando a Ford anuncia qualquer alteração em suas picapes, como novos modelos ou novas versões isso causa um alvoroço entre os consumidores e uma grande dor de cabeça para a concorrência. Exatamente a situação que se encontra o mercado brasileiro após o anúncio da nova Ford Ranger Black, apresentada pela primeira vez como conceito no Salão do Automóvel de São Paulo em 2018 para teste de mercado – no qual obteve grande sucesso.

Após 3 longos anos de espera finalmente a Ranger Black chegou ao mercado em sua versão final, trazendo uma opção inédita no segmentoe com preço competitivo, com a tecnologia FordPass Conect que permite acessar remotamente várias funções do veículo pelo celular, o conjunto mecânico com  motor 2.2 Diesel, transmissão automática e tração 4×2 o modelo supreende  pelo torque, dirigibilidade e conforto.

Apesar de seu propósito inicial, de carro utilitário – todo terreno, a grande maioria das picapes não são dirigidas em estradas de terra esburacadas, ou nem tão pouco levam cargas em suas caçambas, elas são simplesmente dirigidas em ruas pavimentadas dentro do perímetro urbano ou em viagens em estradas lisas como tapete e carregando apenas malas leves, devido a enorme demanda de consumidores com esse fim, pergunta-se por que as picapes cairam no gosto popular de consumidores que não dirigem suas picapes fora das estradas e não levam carga pesada em suas caçambas?

Podemos começar a explicar o sucesso astronômico das picapes e o gigantesgo gosto do consumidor por esses utilitários por sua altura, que proporciona um olhar diferenciado do mundo, além de sua aparência geral, robustez e a sensação de segurança que a combinação desses fatores  costuma oferecer ao condutor e aos passageiros, embora isso não tenha sido provado em “Crash Tests”.

Dessa forma, faz muito sentido a Ford investir em uma picape que não tem um perfil urbano para o consumidor brasileiro. A Ranger Black na aparência destaca-se pela esportividade devido ao visual monocromático e os itens exclusivos do modelo. Uma combinação exclusiva de estilo, conforto, equipamento e tecnologia, a novidade urbana à venda já esse mês toma inspiração da Ranger Storm – versão off-road – ao ampliar a linha com opção inédita dentro do segmento, desta vez para atender o cliente que roda predominantemente na cidade.

Segundo Antônio Freitas, gerente de Martketing de Picapes da Ford “A Ranger Black foi criada para atender um consumidor  que não tinha opção similar no segmento”. O monocromático preto se extende do exterior para  o interior, com detalhes foscos e brilhantes e bancos de couro que realçam a sofisticação e esportividade do automóvel. O conjunto mecânico formado por motor 2.2 Diesel, transmissão automática, tração 4×2  e suspensão com ajuste especial, entregam um torque típico dos motores diesel sem comprometer o conforto dos ocupantes.

O conjunto esportivo ainda tem um santantônio, rack de teto, estribo lateral, faróis com máscara escura, grade dianteira e rodas de liga leve de 18 polegadas. A lista de equipamentos inclui sete air-bags, ar-condicionado de dupla zona, piloto automático, controle de tração e estabilidade, piloto automático, controle de tração e estabilidade, controle adaptativo de carga, sistema anticapotamento, sistema de controle de reboque e assistente de partida de rampa.

A central multimídia se destaca das demais picapes do seguimento, com o SYNC 3, tela touch de 8 polegadas, comandos de voz e acesso a Apple CarPlay e Android Auto. O sistema de concetividade FordPass Connect, com modem embarcado, permite controlar pelo celular funções como travamento e destravamento, partida remota com climatização da cabine, agendamento de partida, odômetro, autonomia e localização do veículo, além de receber alertas de alarme e de funcionamento.

Devido a alta do dólar o valor estimado de venda da Ranger Black é de R$179.900,00, seguindo a tendência dos novos lançamentos, mas ainda com um preço atrativo quando comparada às outras picapes do segmento. Isso acontece, principalmente, por conta dos itens de segurança que são, realmente, um diferencial. A picape vem dotada de 7 air-bags de fábrica, freios ABS nas 4 rodas com EBD e o AdvanceTrac – conjunto mais completo de controle eletrônico de estabilidade e tração. Além dos controles anticapotamento, adaptativo de carga e de oscilação de reboque, ele inclui assistência de partida em rampa e de frenagem de emergência; e a capacidade de imersão de 800 mm é outro diferencial na categoria, nada mais de suar com os alagamentos na cidade dentro desse mais novo Mito da Ford!

E você leitor, o que achou da nova picape Ford Ranger Black?

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.